"Invisibilidade: O Resgate das Profissões/Trabalhadores nas Estâncias Antigas. - Museu Ergológico da Estância

Nossa Escola se fez representada por alguns professores e alunos no Evento Organizado pela Universidade do Pampa - UNIPAMPA, campus São Borja sob coordenação de professores e  alunos da disciplina de Eventos. A programação se desenvolve no Museu Ergológico de Estância – "Angüeras" por toda esta semana.

O objetivo central do Evento consiste em mostrar o dia a dia de algumas pessoas que trabalhavam em atividades antigas como: ferreiros, carpinteiros, parteiras, cuteleiros, alambradores, esquiladores, guasqueiros, costureiras... Confira as imagens e textos que fazem parte da exposição.


Buscando representar o cerne ancestral e cultural pegamos uma carona nos textos da jornalista Adriana Duval e imagens do também jornalista,  Miro Bacin para mostrar, sob nossa visão, a Exposição que destaca como eram as profissões   nas estâncias antigas.


A exposição nos transporta ao longo da história, o tempo em que o gaúcho fazia transportes à carretas puxadas por bois e a cavalos. Construíam seus utensílios de trabalhos, ...cordas, facas, lanças... e seus filhos chegavam ao mundo através de parteiras e ao longo da vida até morriam sem conhecer médicos. Onde o edredom de hoje era tecido no Tear fio a fio originado da lã de ovelha esquilado à martelo. Assim viviam e a ferro e fogo fizeram armas e desafiaram o tempo.
A exposição evidencia esses valores, bem como os profissionais que contribuíram na evolução cultural e tecnológica, hoje, existente.


A  PARTEIRA



"Dona Alzirinha" parteira e benzedeira, de São Borja, conforme o texto de Adriana Duval, um ícone de representatividade cultural.
   O   CARPINTEIRO




















O CUTELEIRO

Mario Fraga - Conhecido Internacionalmente pela arte da Cutelaria. https://www.facebook.com/mario.fraga.71?fref=hovercard




O FERREIRO

O GUASQUEIRO

A PASSADEIRA

AS COSTUREIRAS

OS TROPEIROS



ALAMBRADORES


REPRESENTANDO OS ESQUILADORES  (TOSA À MARTELO)
Importante profissional na arte da esquila à Martelo



OUTRAS IMAGENS ILUSTRAM O EVENTO
 Professora Magda Bicca, representado Os ANGÜERAS e o Museu Egológico da Estância 

O evento encerrou as atividades do dia com delicioso CAFÉ CAMPEIRO elogiado pelas gostosuras,  broas de polvilho, pão sovado, bolinhos e roscas fritas; servidos pelos alunos da UNIPAMPA e demais organizadores a todos os presentes que puderam também apreciar a música típica do local.

A seguir algumas Imagens capturadas pelo professor Alvino Gomes Felicio




PARA ILUSTRAR O TRABALHO MOSTRADO 

Uma contribuição para pesquisas:

Para quem pensa que o gaúcho usa bombacha desde que começou andar pelo Sul do continente está muito enganado. Vários povos do mundo utilizam bombacha. Descubra onde surgiu e quem trouxe a bombacha para o Rio Grande do Sul. Observe o Vídeo, http://linhacampeira.com/


Fátima Rozana Nascimento da Silva
Professora - E.E.E.Médio Apparicio Silva Rillo
Maio/2017

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMENAGEM AO DIA DO DIRETOR DA ESCOLA

EM FOCO " NATUREZA E AMBIENTE ESCOLAR" - 39 ANOS DE HISTÓRIA

FRASES VENCEDORAS PARA O DESFILE 7 SETEMBRO 2011